Confira dicas e cuidados para dar banho no cachorro em casa

como-dar-banho-no-cachorro

Muitos donos de animais preferem dar banho e cuidar da higiene dos peludos em casa mesmo, seja por conta da crise econômica, por medo de maus tratos em pet shops ou simplesmente para ter mais contato e criar um vínculo maior com o animal de estimação. Mas para isso é importante adotar alguns cuidados básicos para que o seu cão não corra nenhum risco de ficar doente.

Para te ajudar nessa importante tarefa, reunimos nesse artigo algumas das principais dúvidas e as recomendações feitas pelos veterinários. Confira!

1. Qual a temperatura ideal da água?

De morna para fria. Água muito quente é extremamente perigosa para os cachorros, podendo prejudicar a pelagem. Mesmo nas épocas de frio, opte pela água com a temperatura morna, já no calor, água em temperatura ambiente pode ser uma boa opção. A água em temperatura muito elevada não é recomendada para nenhum animal, muito menos para os cães. Por isso, fique atento e tome cuidado em a temperatura antes de tudo.

2. Como proteger os ouvidos?

Muita gente não sabe, mas é extremamente importante proteger os ouvidos dos cães quando forem tomar banho. Se entrar muita água no ouvido do animal ele pode ter sérios problemas e inflamações, como a otite. Então, a melhor forma de prevenir é colocando chumaços de algodão dentro do ouvido do pet.

Após o banho, não esqueça de retirar o algodão, limpar bem a orelhinha dele e certificar-se de que o ouvido está bem seco. Para cães que já sofrem com inflamações no ouvido, existem algodões hidrofóbicos, que tem maior poder de evitar a entrada da água.

3. Qual shampoo usar?

Existem milhares de opções de shampoos para pets e o ideal é sempre buscar algo específico. Você pode encontrar produtos para pelos escuros ou claros, anti caspa, para pele sensível, para prevenir pulgas e carrapatos e etc. Então, escolha um que atenda às necessidades do seu cão e evite usar shampoos, condicionadores ou sabonetes de pessoas nos cães.

É muito comum ouvir pessoas que lavam seus animais com sabão de coco, mas saiba que ele é completamente contraindicado, pois causa irritação na pele e tem PH que não é indicado para os bichos. Já os sabonetes a base de enxofre podem ser usados em animais com problemas de oleosidade, mas deve ser indicado pelo veterinário, pois pode ressecar os pelos.

4. Onde devo dar o banho?

Não existe uma regra quanto ao local. Pode ser no box do seu banheiro, no tanque ou no quintal. Mas vale lembrar que nas épocas de frio é recomendado que o animal fique em um local quente, que não tenha vento, para evitar que pegue friagem. E não esqueça de ter atenção com a temperatura da água, como falamos acima.

5. Como secar o cão após o banho?

Use primeiro uma toalha para retirar o excesso de água e, em seguida, conte com a ajuda de um secador de cabelo. Mas tome cuidado e nunca use a potência máxima do secador, regule para a potência média e mantenha o aparelho cerca de 30 cm distante do animal para evitar queimaduras. Não use o secador se o cão tiver problemas de pele e muita coceira.

Certifique-se que seu cachorro está com o pelo bem sequinho antes de solta-lo. Isso é importante para evitar doenças de pele. Cães com pelo longo devem ser escovados enquanto secam os pelos.

6. Posso usar perfumes no meu cachorro?

Existem alguns perfumes específicos para cães no mercado, mas não são todos os animais que podem receber esse cheirinho especial. Uma das dicas que os veterinários dão é aplicar o produto quando o pelo ainda estiver molhado, assim o álcool evapora durante a secagem, deixando um cheirinho suave. Lembre-se de aplicar apenas no corpo e evitar a região da cabeça e pescoço.

Se o cão tem problemas respiratórios e alergias, abra mão desse luxo e esqueça de vez os perfumes. E nada de usar perfume humano nos pets, podem agredir o olfato e o pelo do seu amigo de quatro patas.

Brincadeiras e Elogios

No final de todo o processo, não esqueça de brincar e elogiar o seu cachorro. Essa é uma boa forma de fazer com que o animal associe o banho a algo bom. É o que os veterinários chamam de reforço positivo. Então, capriche nos mimos, dê biscoitos, elogie ou leve-o para passear. Dessa forma, da próxima vez em que você disser a ele “hora do banho” ele ficará feliz ao invés de correr e fazer de tudo para se esconder e fugir desse momento.

E lembre-se de que o banho é uma das melhores oportunidades para você examinar o seu bicho de estimação e checar se está tudo bem com ele, verificando a pele, o pelo e os ouvidos. Aproveite o momento e cuide sempre bem do seu cachorro!

Conteúdo cedido por: Cão de Rodas – Cadeira de rodas para cachorro